17 de Janeiro de 2012
Estudos confirmam que escrever sobre a própria doença ajuda na recuperação

Veículo: 
Revista Istoé

A psicologia clínica indica há muitos anos que mudar as emoções diante de um evento é uma maneira eficaz de conseguir superar uma experiência dolorosa. Agora, a ciência confirma que a escrita não é somente uma  ferramenta importante nesse processo como também pode alterar as respostas fisiológicas a doenças crônicas, melhorando o quadro de saúde de pacientes. A chamada "expressive writing" ganha cada vez mais espaço na medicina. Na última semana, dois novos estudos reforçaram os resultados favoráveis à utilização do método. No primeiro, cientistas da Universidade de Haifa, em Israel, descobriram que a técnica, quando usada em blogs, pode ser tão ou mais eficaz que no papel. Os pesquisadores chegaram à conclusão após analisar a reação de 161 adolescentes com ansiedade e fobia social. O segundo trabalho, da Universidade de Waterloo, no Canadá, mostrou a eficiência da técnica no controle do peso.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.