18 de Maio de 2017
Justiça capixaba lança campanha de adoção tardia de 140 crianças

Veículo: 
Folha de Vitória

O Poder Judiciário do Espírito Santo lançou a campanha "Esperando por Você", com objetivo de estimular a adoção tardia. Para isso, a campanha dá voz às crianças e aos adolescentes. Eles aparecem em fotos e vídeos expressando suas personalidades, brincando e contando sobre o que gostam de estudar e o que desejam para o futuro.

O conteúdo está disponível no site de busca ativa "Esperando por Você". Antes mesmo da campanha ser lançada, alguns vídeos já tiveram mais de duas mil visualizações por todo o país.

De acordo com a coordenadora da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), Maria Inês Valinho de Moraes, os números anteriores ao lançamento, surpreendem. 

“Mais de 100 pessoas de várias partes do país, já telefonaram pedindo informações sobre as crianças e manifestando interesse na adoção”, destacou a coordenadora. 

As fotos também farão parte de uma exposição itinerante, que pode ser conferida até o dia 18 de maio no Shopping Moxuara, em Cariacica; de 19 a 25 de maio no Shopping Praia da Costa, em Vila Velha; e de 26 a 31 de maio, no Shopping Mestre Álvaro, na Serra. Os vídeos da campanha também serão exibidos antes das sessões do Cine Jardins, em Vitória, que também apoiou a iniciativa. 

A campanha foi inspirada nos casos de sucesso obtidos nos Estados Unidos, Russia, Bielorrússia e em outros Estados brasileiros. A cidade de Recife, por exemplo, implementou a campanha “Adote um Pequeno Torcedor”, apoiado pelo time de futebol Sport Club. As crianças com mais de 7 anos que torcem para o clube ganharam visibilidade em vídeos transmitidos no estádio e na internet. Nos 6 primeiros meses, cinco foram adotadas. 

O Corregedor Geral da Justiça, Desembargador Ronaldo Gonçalves, explica que todas as crianças concordaram em participar do projeto e foram devidamente autorizados pelos magistrados responsáveis, coordenadores dos abrigos e guardiões legais.  

“Hoje há um entendimento que essas crianças podem e devem aparecer, se for para o bem delas. Elas não podem viver escondidas a vida toda. E ao apresentá-las na Campanha Esperando por Você, queremos sensibilizar, tocar o coração de quem vai assistir. Com o grande objetivo de que no final elas possam seguir para uma família”. 

Welbert, veio de norte do estado para participar da campanha e aos 16 anos, ainda de sair sombra do abrigo. Ele monta e desmonta objetos com a maior facilidade. Já consertou rádio, tv, geladeira e quer ser engenheiro eletricista. E deu um show de sabedoria: “Não quero apenas ganhar uma família, estou esperando alguém para construir junto”. 

Saiba mais 

No Espírito Santo existem 855 casais habilitados em busca de um filho e 140 meninos e meninas acolhidos que já estão prontos para adoção. Mas se o número de pretendentes é seis vezes maior que o de crianças e adolescentes disponíveis, por que a fila não ‘zera’? É que desse total, 86% têm mais de 08 anos de idade, 49% fazem parte de grupos de irmãos e 23,5% possuem alguma condição especial de saúde. Ou sejam pertencem a um espectro ainda preterido pelos aspirantes a pais e mães. 

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.