25 de Setembro de 2020
Parlamentares tentam evitar corte de 200 milhões no programa Criança Feliz

Veículo: 
Revista Veja

A Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância encaminhou ofício ao Ministério da Cidadania, que coordena o programa Criança Feliz, manifestando preocupação com o corte de 200 milhões de reais, previsto na readequação orçamentária que o governo federal pretende enviar à Câmara dos Deputados.

O programa atende gestantes e crianças de até três anos de idade de famílias de baixa renda. Segundo a coordenadora na Região Sudeste da Frente Parlamentar da Primeira Infância, deputada Daniela do Waguinho (MDB-RJ), a redução dos recursos pode impactar 600 mil crianças e gestantes da faixa mais vulnerável do país deixarão de ser acompanhadas — gerando um prejuízo para quase 3 mil municípios de todo o país que aderiram ao programa.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) também se comprometeu em oficiar ambos os ministérios da Cidadania e da Economia, sobre o tema. Criado no governo de Michel Temer, o Criança Feliz recebeu em 2019 o principal prêmio do mundo na área de inovação para a educação, o Wise Awards 2019, durante a Cúpula Mundial de Inovação para a Educação, no Catar.

Patrocínio
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.