16 de Janeiro de 2012
SP: Crianças que não tomaram vacina por decisão dos pais contribuíram para surto de sarampo

Veículo: 
Folha de S. Paulo

Os casos de sarampo registrados no ano passado na cidade de São Paulo mostram os riscos que podem causar a decisão de não imunizar-se. Dos 13 casos da doença confirmados no município, dez são ligados ao grupo de crianças que não receberam vacina. O surto começou em uma creche no bairro do Butantã entre seis bebês de menos de um ano — idade indicada para a primeira dose contra a doença. A situação agravou-se quando o vírus atingiu outras quatro crianças com idades entre 5 e 10 anos que não foram imunizadas. Segundo recomendação do Programa Nacional de Imunização, a primeira dose da tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) deve ser aplicada aos 12 meses. No estado de São Paulo, foram 26 casos no ano, 61% deles relacionados a indivíduos não vacinados, segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde.

Tags:

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.