21 de Novembro de 2012
SP: Escolas excluem alunos de passeio cultural

Veículo: 
Folha de S. Paulo

 

Com número de vagas em passeios insuficiente para atender a todos os alunos, professores e diretores de escolas estaduais de São Paulo se veem obrigados a excluir parte dos estudantes de visitas a museus e exposições. Pelas normas do programa Lugares de Aprender, o maior da pasta nessa modalidade, cada visita contempla 40 alunos. As regras dizem que, em uma visita, devem ser levados todos os alunos de uma classe, "sem distinção". Mas, na prática, isso não acontece. Dezenas de professores de escolas estaduais de 14 cidades relataram ser comum alunos de uma mesma sala serem preteridos do passeio. Os escolhidos geralmente são os que têm as melhores notas ou bom comportamento. Segundo os professores, isso ocorre porque a secretaria costuma ofertar só um ônibus para uma determinada série de uma escola.

 

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.