11 de Julho de 2018
Fake News e discurso de ódio serão debatidos em mesa-redonda na ESMPU

Com inscrições abertas até 23 de julho, evento é gratuito e aberto ao público

A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) promove, no dia 1º de agosto, em Brasília, a mesa-redonda “Fake News e discurso de ódio: da liberdade de expressão à responsabilidade com a informação”. Especialistas, representantes do Ministério Público e da sociedade civil debatem as implicações das chamadas notícias falsas no atual contexto das redes sociais, as formas de combater a disseminação desse conteúdo e os impactos para o processo eleitoral brasileiro.

O evento é gratuito e aberto ao público (50 vagas) e será realizado no auditório Pedro Jorge I da ESMPU (SGAS, Quadra 604, L2 Sul), das 17h às 19h. Para o público interno do MPU, são oferecidas 100 vagas (50 para membros e 50 para servidores). Os candidatos devem se inscrever até às 12h do dia 23 de julho, pelo link “Inscrição e Resultados” do endereço http://escola.mpu.mp.br. A seleção é realizada por sorteio eletrônico.

O evento busca debater o fenômeno das fake news, termo que designa as notícias falsas ou distorcidas produzidas para ludibriar as audiências. A disseminação desse conteúdo ganhou nova dimensão no contexto da internet e da divulgação de informações pelas redes sociais.

As fake news passaram a ser vistas como vilãs do processo político e um risco à democracia, devendo impactar o processo eleitoral brasileiro. Por trás dessas notícias, existem pessoas mal-intencionadas que buscam confundir e desinformar a população com o compartilhamento de informações e textos extremistas, sensacionalistas e conspiratórios disfarçados de fatos oficiais ou textos jornalísticos.

Participam do debate (presenças confirmadas) o vice-procurador-eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros; a procuradora federal dos Direitos dos Cidadãos, Deborah Duprat; a procuradora regional da República Silvana Batini Goés e a jornalista Iara Moura, integrante do Coletivo Intervozes e  coordenadora da Comissão Permanente Direito à Comunicação e à Liberdade de Expressão do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH). A mediação ficará por conta da subprocuradora-geral da República Luiza Cristina Frischeisen.

A ESMPU não arcará com o pagamento de hospedagem, alimentação, traslado e passagens aéreas para os inscritos. Serão emitidos certificados aos participantes com frequência mínima de 85% na atividade.

Saiba mais – Essa é a quinta atividade realizada pela ESMPU dentro do projeto “30 anos da Constituição Cidadã e 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos”, que, por meio de atividades de extensão, busca contribuir para a discussão acerca da realidade brasileira contemporânea, marcadas pelo dinamismo e pelas rápidas mudanças sociais, políticas e econômicas.

Veja mais informações pelo edital.

Edital
Programação

Assessoria de Comunicação
Escola Superior do Ministério Público da União
E-mail: ascom@escola.mpu.mp.br
Telefone: (61) 3313-5132 / 5126

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
No Volume II, são reunidos artigos que refletem o teor dos debates travados pela sociedade civil em relação às produções em foco. São reflexões de estudiosos, militantes e observadores em geral do campo, abrangendo diferentes perspectivas, a partir mesmo do perfil dos autores, oriundos da academia e de organizações que defendem a liberdade de expressão e o direito à comunicação.