04 de Maio de 2020
UNESCO e parceiros promovem ações pelo Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Uma série de ações desenvolvidas pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil, em parceria com diversas entidades que defendem a liberdade de imprensa e de expressão, foi lançada no domingo (3), data comemorativa do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

As ações convidam governos, mídia e sociedade civil a se juntarem em um movimento global online que chama atenção para a importância da atuação de uma imprensa livre e independente, em especial em um momento como o atual, de pandemia do novo coronavírus e de avalanche de desinformação.

O Dia Internacional da Liberdade de Imprensa foi instituído pela Assembleia Geral da ONU em 1993. É um lembrete aos governos sobre a necessidade de garantir que o compromisso com a liberdade de imprensa seja assegurado. É também uma data de reflexão entre os profissionais da área e uma oportunidade para lembrar daqueles que perderam a vida no exercício da profissão.

Neste ano, em meio à pandemia da COVID-19 e do que a Organização Mundial da Saúde (OMS) chamou de “infodemia”, o tema escolhido foi “Jornalismo Imparcial e Sem Medo”.

A campanha destaca também que uma imprensa livre e independente é essencial em todos os momentos, e em particular durante uma crise de saúde pública como a que estamos enfrentando, em que o papel de comunicadores e jornalistas profissionais é vital, a partir de suas qualificações e compromisso para apurar informações com responsabilidade e fornecer orientações com base em fatos e dados.

Além da UNESCO, a Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner), a Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) e o Instituto Palavra Aberta estarão unidos em uma mobilização envolvendo todas as entidades, jornais, revistas e emissoras de rádio e de TV na divulgação de um Manifesto em prol da liberdade de imprensa e do fortalecimento do jornalismo forte e independente.

Foram desenvolvidas diversas peças publicitárias e alusivas à data, que estarão disponíveis para divulgação gratuita nas redes sociais. Um spot de 30 segundos, desenvolvido pela Abert, poderá ser veiculado gratuitamente pelas emissoras de rádio, além da divulgação de hashtags comemorativas como #DiaMundialDaLiberdadeDeImprensa, #ImprensaLivre, #JornalismoSemMedo, #JornalismoIndependente e #JornalismoForteDemocraciaViva.

Webinar discutirá a importância do jornalismo

Entre as ações previstas para o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa está a realização nesta segunda-feira (4), às 17h, de webinar com o tema “A importância do jornalismo em tempos de pandemia e desinformação”, que será transmitido simultaneamente nas páginas do Facebook e nos canais de YouTube de todas as entidades participantes.

O debate contará com a participação de Marlova Noleto, Diretora e Representante da UNESCO no Brasil, de Atila Iamarino, biólogo, divulgador científico e explicador do mundo por opção, de Antônio Gois, jornalista, colunista de educação do jornal O Globo, presidente da Jeduca e conselheiro do EducaMídia, e de Patricia Blanco, presidente do Instituto Palavra Aberta.

Fonte: ONU Brasil

 

Patrocínio
Publicações
No Volume II, são reunidos artigos que refletem o teor dos debates travados pela sociedade civil em relação às produções em foco. São reflexões de estudiosos, militantes e observadores em geral do campo, abrangendo diferentes perspectivas, a partir mesmo do perfil dos autores, oriundos da academia e de organizações que defendem a liberdade de expressão e o direito à comunicação.