Arquivo: 
Download pdf (900.13 KB)
Realização: 

ANDI - Comunicação e Direitos, Organização Pan-Americana da Saúde e Ministério da Saúde.

Velocidade e acidentes de trânsito
Ano: 
2014

A cada ano, cerca de 1,3 milhão de pessoas morrem e outros milhões são feridos ou incapacitados em consequência dos acidentes de trânsito. Afora a desestruturação de famílias, o sofrimento e outras consequências de difícil mensuração, calcula-se que os custos sociais e econômicos das lesões causadas pelo trânsito, com particular sobrecarga para o setor de saúde, representam entre 1% e 2% do produto interno bruto das economias nacionais.

Com o aumento da motorização, as lesões causadas pelo trânsito constituem um problema que cresce rápido, especialmente nos países em desenvolvimento. A previsão é de que se as tendências atuais continuarem, as mortes aumentarão consideravelmente na maioria dos países ao longo dos próximos anos. Dentre os fatores de risco para os acidentes de trânsito, a velocidade é quase universalmente considerada como o principal fator contribuinte. Resultados de intensas pesquisas obtidos nas últimas décadas, compartilhados nesta publicação, demonstram que políticas e programas de gestão da velocidade e legislação abrangente têm um papel-chave nos esforços para melhorar os indicadores de segurança no trânsito nos países em desenvolvimento.