Tecnologias Sociais

As tecnologias sociais vêm se consolidando como estratégia oportuna e eficaz de estímulo à adoção de um modelo de desenvolvimento alternativo àquele meramente econômico, uma vez que:

- Aliam saber popular, conhecimento técnico ou científico, organização social e participação da comunidade.
- São soluções facilmente apropriáveis e reaplicáveis.
- Têm o objetivo de proporcionar, em larga escala, os processos de desenvolvimento e de transformação da sociedade.
- Possuem uma importância estratégica no enfrentamento das graves questões sócio-econômicas que impedem ou atrasam o desenvolvimento.

A ANDI constatou que essas iniciativas ainda não conseguiram conquistar espaço na agenda pública e a imprensa tem, certamente, condições de desempenhar papel de destaque nesse sentido.

Entre 2004 e 2005, a ANDI realizou com apoio da Fundação Banco do Brasil, as seguintes ações relativas ao tema:

1. Oficinas de interação entre jornalistas e fontes de informação
2. Livro Desafios da Sustentabiildade - Tecnologia social no foco dos jornais brasileiros

1. Oficinas de interação entre jornalistas e fontes de informação

- Cinco reuniões, alcançando todas as regiões do país.
- Construção conjunta de recomendações para o aprimoramento da cobertura.
- 150 participantes mobilizados. 

2. Livro Desafios da Sustentabilidade - Tecnologia social no foco dos jornais brasileiros

- Principais conceitos e definições sobre tecnologias sociais.
- Glossário.
- Guia de fontes de informação.
- Entrevistas com jornalistas e com especialistas no tema.
- Análise detalhada da cobertura sobre o tema realizada por 60 jornais de todo o país.