Indenização maior estimula Campanha do Desarmamento

Compartilhe

Para estimular a entrega voluntária de armas, o Ministério da Justiça reajustou em 50% os valores da indenização paga aos cidadãos que participarem da Campanha Nacional do Desarmamento. Agora, quem entregar arma de fogo para destruição receberá de R$ 150 a R$ 450 de acordo com o tipo e calibre do artefato. Antes, os valores variavam de R$ 100 a R$ 300. A informação foi publicada no dia 23 de novembro, no Diário Oficial da União, por meio da Portaria Nº 2.969.

A secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, acredita que mais importante do que o valor pago pelo governo é o ato do cidadão. “Simbolicamente, ao abrir mão de possuir uma arma, a sociedade também abdica da violência por uma cultura de paz”, analisa. Desde janeiro, 62.000 armas foram entregues no País. São Paulo lidera o ranking, com 17.000. Segundo o Ministério, o anonimato e a indenização paga em 24 horas são as duas razões que estimulam a entrega das armas.

Em dezembro deste ano, com foco na família brasileira, o governo divulga uma nova Campanha do Desarmamento. Com essa ação, o Ministério da Justiça pretende aumentar o movimento nacional que estimula a paz no País. Essa política foi reconhecida no prêmio Unesco, na categoria Direitos Humanos e Cultura da Paz, como uma das melhores estratégias de promoção da paz já desenvolvidas na história do Brasil.

Atualmente, os 26 estados da federação e o Distrito Federal integram o acordo de cooperação da Campanha Nacional do Desarmamento que conta com 2.103 postos espalhados por todo o País, localizados em órgãos como Corpo de Bombeiros, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Guarda Municipal. No ato da entrega as armas são inutilizadas e posteriormente encaminhadas ao setor especializado da Polícia Federal para o descarte total, feito por meio da queima em fornos industriais de alta temperatura.

Para conhecer um pouco mais sobre a Campanha, saber onde estão localizados os postos credenciados em sua cidade e assim, poder entregar as armas de fogo que possui, acesse o site http://www.entreguesuaarma.gov.br/.

Sugestões de Fontes:

Ministério da Justiça
Assessoria de Comunicação
(61) 2025-3135 / 3315
http://blog.justica.gov.br

Instituto Sou da Paz
Assessoria de Imprensa – Raquel Melo
(11) 3812-1333
[email protected]

Núcleo de Estudos da Violência
(11) 3091-4951
[email protected]

Temas deste texto: Comportamento - População - Violência