Conselhos das cidades-sede da Copa realizam campanha para proteger crianças e adolescentes

Compartilhe

Também foi elaborado um guia de referência para nortear as ações de Comitês Locais, com o objetivo de realizar ações de promoção, proteção e defesa de direitos

A Fundação Itaú Social desenvolveu peças publicitárias e um hotsite sob o mote “Entre em campo pelos direitos da criança e do adolescente”, em parceria com os representantes dos Conselhos Municipais de Direitos da Criança e do Adolescente, para prevenir e denunciar violações de direitos durante a Copa do Mundo FIFA 2014™.

A campanha é composta de folder, banner estático e animado, cartaz e spot de rádio, com versões em espanhol e inglês. O material foi utilizado pelos Conselhos de Direitos durante a Copa das Confederações FIFA 2013, em junho, e atualizado para o mundial de futebol. Todos os materiais estão disponíveis para download no site: www.euentroemcampo.org.br.

As cidades-sede da Copa são áreas que já apresentam altos índices de vulnerabilidade de crianças e adolescentes, mesmo sem a realização de grandes eventos. Para exemplificar, segundo o Disque 100, que recebe denúncias, das 275.638 notificações de violações de direitos de crianças e adolescentes realizadas entre maio de 2003 e março de 2011 nas doze cidades que sediarão os jogos, 27.664 se concentram na exploração sexual, uma das mais graves formas de violação de direitos.

Segundo a superintendente da Fundação, Isabel Santana, a Copa gerou uma oportunidade interessante para debater e contribuir com o aprimoramento do sistema de proteção. “Esperamos que as ações iniciadas em decorrência do mundial de futebol sejam incorporadas pela sociedade como referências na realização de megaeventos”, afirma.

A Fundação também colaborou com a elaboração de um guia para nortear as ações de Comitês Locais criados nas cidades-sede durante a Copa, com o objetivo de realizar ações integradas de promoção, proteção e defesa de direitos de crianças e adolescentes que sirvam de base para a construção de um modelo de proteção integral como legado deste megaevento.

O guia foi elaborado no âmbito da Agenda de Convergência, uma ampla articulação da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República, da qual participam, além da Fundação Itaú Social, o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), as Redes Nacionais de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente – formadas pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, a Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (ANCED), o Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fórum DCA), a ECPAT Brasil, e o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Fórum PETI) -, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a Childhood Brasil.

Informações:
Assessoria de Imprensa da Fundação Itaú Social
Claudio Sá ([email protected]) – tel.: (11) 5056-9800
Rose Silva ([email protected]) – cel.: (11) 9 9230-0689
Michelle Barreto ([email protected]) – cel.: (11) 9 9411-1444
Rafaela Rosas ([email protected]) – cel.: (11) 9 8177-6659