Campanha ambiental favorável aos botos chega ao poder público no Amazonas

Compartilhe

Governo do Amazonas diz apoiar integralmente a campanha que pretende preservar os botos da Amazônia, mortos cruelmente para servir de isca de peixe. O movimento é uma iniciativa da Ampa e Inpa

"Declare oficialmente a Moratória JÁ (e não em JA-neiro de 2015). A pesca da piracatinga começa agora na Amazônia, até janeiro de 2015 milhares de botos poderão perder suas vidas". O trecho do abaixo-assinado, organizado pela Associação Amigos do Peixe-boi – Ampa e pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – Inpa/MCTI, reflete uma situação que os botos da Amazônia já enfrentam há pelo menos dez anos: a morte cruel e indiscriminada para servir de isca para a captura da piracatinga, também conhecida como douradinha, um peixe que se alimenta de carne de animais mortos.

E esse apelo, de mais de 55 mil pessoas de todo o mundo, foi ouvido pelo governador do Estado do Amazonas, na última quinta-feira, 21. Segundo ele, esse problema é abominável e ninguém aceita, por isso, é preciso criar mecanismos para, através da educação, conscientizar os pescadores. “O meu governo apóia integralmente essa campanha. Corta-me o coração vê um animal deste, com uma capacidade cognitiva tão forte, ser morto para poder ser instrumento de captura de outro animal; quando se tem outros mecanismos de sobrevivência do homem e da mulher do interior. Vou estabelecer política de conscientização, políticas alternativas para dar oportunidade para o pescador ganhar sua vida sem ter que ter essas práticas”, salienta o governador do Amazonas, José Melo.

As três edições do abaixo assinado foram entregues ao governador Melo e à Secretária de Desenvolvimento Sustentável, Kamila Amaral com as reivindicações acerca da construção de uma moratória “tampão”, que feche os meses de agosto a dezembro de 2014, período onde grande volume de piracatinga é pescado e comercializado, assim, evitando a morte de milhares de botos.

O clamor público pela preservação dos botos da Amazônia também chegou à Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional e Sustentável da Assembléia Legislativa do Amazonas – ALEAM. O deputado Luiz Castro, presidente da comissão, abriu espaço na sessão do dia no plenário da Instituição para que a pesquisadora Vera da Silva fizesse um pronunciamento ao legislativo estadual, pedindo que a casa propusesse e apoiasse projeto de lei com a finalidade de coibir a matança de botos, no Estado do Amazonas.

“Dessa forma que a piracatinga está sendo pescada, matando um animal da fauna brasileira, da fauna amazônica, protegido por lei, é ilegal. E é contra essa matança dos botos que a gente iniciou essa campanha. Que teve muito sucesso. Nós temos uma petição de 55 mil assinaturas pedindo a proteção dessa espécie”, desabafa a pesquisadora do Inpa e coordenadora da campanha, Vera da Silva.

Segundo o deputado Luiz Castro, essa moratória da pesca da piracatinga, muitos botos serão assassinados de agora até janeiro, por isso é preciso de uma atitude imediata. “Primeiramente, nós queremos por um projeto de lei, uma antecipação da moratória, definir que seja proibida a pesca da piracatinga até que se defina um novo modelo de captura desse peixe, sem precisar matar o boto. E ao mesmo tempo, cobrar da secretaria de meio ambiente do Estado, que ela promova por um decreto estadual, antecipação dessa medida, porque nas questões ambientais; o Estado Executivo pode se antecipar e tem o dever de fazer isso, com medidas tomadas por decerto que depois serão submetidas à Assembléia e transformadas em lei”, reforça o presidente da comissão de meio ambiente, deputado Luiz Castro.

Para o consultor técnico da Ampa, Reinaldo Lourival, o dia foi de pequenas conquistas. “Recebemos de ambos a confirmação do compromisso de que eles vão trabalhar num decreto estadual para este fim e orientar a polícia do estado a contribuir com as ações de fiscalização. O próximo passo é fazer a entrega nos Ministérios em Brasília”, diz.

Conheça mais sobre a campanha Moratória JÁ e não em JA-neiro de 2015: www.alertavermelho.org.br

Informações
Séfora Antela
Assessora de Comunicação
AMPA – Associação Amigos do Peixe-Boi
(92) 3236-2739 / 9174-2009 / 8802-3520
[email protected]