Campanha Defenda-se é apresentada em encontros sobre exploração sexual na infância em cidades turísticas do Brasil

Compartilhe

Encontro reúne profissionais ligados ao turismo, à saúde, estudantes e demais entidades civis para reforçar o uso de estratégias no combate ao crime no país

Em parceria com a UMBRASIL, Ministério do Turismo, Ministério da Saúde, Ministério do Desenvolvimento Social e do Conselho Nacional do SESI, a campanha Defenda-se, do Centro Marista de Defesa da Infância, e os programas Pronatec Turismo e Vira Vida, serão apresentados na série de encontros de Prevenção e o Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que faz parte do Programa Turismo Sustentável e Infância do Ministério do Turismo (MTur), para reforçar o uso das estratégias que ajudam a enfrentar esse crime no país, considerado hediondo. “É necessário criar uma rede de proteção que mobilize todos os representantes que lidam com o turismo para o combate a violência sexual contra crianças, adolescentes e jovens”, diz Leila Paiva, coordenadora da área de Representação Institucional da UMBRASIL.

O próximo encontro será no dia 19 de novembro, na cidade de Planaltina, no Distrito Federal. Segundo Vinícius Aguiar, coordenador da campanha “Defenda-se” e responsável pela comunicação do Centro Marista de Defesa da Infância (CEDIN), a campanha surge com a proposta inovadora de dialogar diretamente com a criança sobre formas possíveis de se prevenir contra a violência sexual por meio de situações cotidianas ilustradas em seis vídeos educativos. “Trata-se de promover a participação da criança em sua autodefesa, tomando o cuidado de não responsabilizá-la pela própria proteção. Por isso, nos vídeos indicamos que, ao identificar alguma situação ‘esquisita’, a criança conte o que aconteceu a alguém de confiança e ligue para o Disque 100, entendendo que a proteção integral dos meninos e das meninas é um papel compartilhado pela família, pelo governo e pela sociedade”, declara.

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República revela que os exploradores, em geral, são homens entre 25 a 40 anos, de classe média e desacompanhados. Em relação aos exploradores estrangeiros, predominam os italianos, os portugueses, holandeses e norte-americanos. Por isso, a mobilização desses encontros busca compartilhar medidas que ajudem a evitar o crime no país, com gestores, educadores, assistentes sociais, membros da sociedade civil  e rede de proteção a crianças e adolescentes que lidam com o setor do turismo, entre eles representantes da rede hoteleira e de pousadas, onde os encontros costumam acontecer.

O coordenador geral de Proteção à Infância do Ministério do Turismo, Adelino Neto, conta que desde o início do ano, foram feitas palestras em 18 capitais brasileiras e mais de 1.700 pessoas foram sensibilizadas. “A campanha Defenda-se tem feito sucesso nas capitais onde está sendo apresentada, contribuindo com a rede de proteção que o Ministério do Turismo vem fortalecendo, por meio do Programa Turismo Sustentabilidade e Infância, estimulando as denúncias pelo Disque 100 e o uso do aplicativo para celular Proteja Brasil, desenvolvido pelo Unicef e o governo brasileiro, para auxiliar os usuários a identificarem e denunciar violações dos direitos contra crianças e adolescentes”, enfatiza.

Neste semestre, os encontros estão sendo realizados até dezembro em cidades turísticas, como: Florianópolis (SC), Teresina (PI), João pessoa (PB), São Luís (MA), Campo Grande (MS), Maceió (AL), Vitória (ES), Brasília (DF), Goiânia (GO) e Belém (PA).

Serviço
Data: 19/11/2014 (quarta-feira)
Horário: das 14h às 18h
Local: PIMEV – Projeto Integrado Meninos do Vale, CR 45, Chácara 17 – Vale do Amanhecer – Planaltina/DF

14h – Apresentação do Pronatec Turismo Social – MTur

14h50 – Apresentação do Projeto Vira Vida – SESI-CN

15h20 – Palestra sobre Prevenção da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e apresentação do Manual do Multiplicador – Campanha Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes não é Turismo. É crime (MTur)

15h50 – Palestra sobre Estratégias de Enfretamento à Violência no contexto do turismo – Ministério da Saúde

16h30 – Debate sobre os temas apresentados

          
Sobre a Rede Marista de Solidariedade

A Rede Marista de Solidariedade abrange programas, projetos e ações de promoção e defesa dos direitos das crianças e dos jovens desenvolvidos em todas as áreas de atuação do Grupo Marista. A Instituição Marista tem status consultivo na Comissão de Direitos Humanos da ONU, por meio da Fundação Marista de Solidariedade Internacional. A rede desenvolve iniciativas para a efetivação dos direitos da criança, como o Centro Marista de Defesa da Infância. Representantes da Rede Marista de Solidariedade participam de conselhos, fóruns e redes nas áreas de educação, direitos da criança e do jovem, assistência social e saúde nos níveis municipais, estaduais e nacional. A rede também atende diretamente cerca de 16 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, de maneira contínua, em 25 unidades sociaise nos programas de bolsas de estudo para a Educação Básica, Profissional e Ensino Superior. Outras informações, acesse: www.solmarista.org.br

Sobre o Grupo Marista

No Brasil desde 1897, o Instituto Marista divide-se em unidades administrativas no País. Uma delas é o Grupo Marista – presente no Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, na cidade de Goiânia e no Distrito Federal, além de filiais da FTD em nove estados – com atuação nas áreas de Educação, Solidariedade, Saúde e Comunicação, por meio de uma agremiação de organizações sem fins econômicos. Na Educação, seus colégios, centros técnicos e universidades formam mais de 60 mil pessoas anualmente e ampliam o conhecimento com a publicação de 34 milhões de livros em editoras próprias. A Rede Marista de Solidariedade atende diretamente 16 mil crianças e jovens de maneira contínua, além de atuar em todas as frentes do Grupo Marista a partir de programas com base na promoção e defesa dos direitos das infâncias e juventudes, bem como estratégias de incidência política e fomento à educação para a solidariedade. Na Saúde, seus hospitais realizam 443 mil atendimentos ao ano e proporcionam ações de humanização, conscientização e prevenção. Na Comunicação, suas rádios prezam pela difusão de conhecimento, cultura e cidadania. E, diariamente, seus cerca de 14 mil colaboradores vivenciam e disseminam valores humanos, cristãos e Maristas para formar cidadãos éticos, justos e solidários. Outras informações, acesse: www.grupomarista.org.br

Informações
Lead Comunicação – (11) 3168-1412
Cíntia Gomes – Ramal 15, [email protected]
Denise Angelo – Ramal 32, [email protected]