11 de Março de 2014
Alimentação saudável pode reduzir risco de parto prematuro

Veículo: 
Zero Hora

Uma dieta baseada em frutas e vegetais, produtos integrais e alguns tipos de peixe parece reduzir o risco de parto prematuro. Essa é a conclusão de um estudo norueguês que acompanhou 66 mil grávidas e foi publicado no British Medical Journal. No estudo, conduzido por pesquisadores da University of Gothenburg e do Instituto Norueguês de Saúde Pública, as participantes preencheram um questionário cientificamente avaliado sobre o que estava comendo e bebendo desde a descoberta da gravidez. Os pesquisadores também tiveram acesso a informações sobre estilo de vida geral das voluntárias, seu nível de instrução, condições de vida, renda, peso, atividade física, tabagismo, consumo de álcool, número de filhos e fatores clínicos como histórico de parto prematuro na família. Os resultados mostraram que o grupo de mulheres que mantinha uma dieta mais saudável teve um risco aproximadamente 15% menor de enfrentar um parto prematuro em comparação com aquelas que não possuíam hábitos tão regrados. A correlação se manteve após o controle de dez outros fatores de risco conhecidos para o parto prematuro.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.