05 de Maio de 2014
CE: Escola é importante aliada dos pais ao incentivar o consumo de alimentos saudáveis

Veículo: 
O Povo

Arroz com cenoura, alface, tomate, feijão, carne. De sobremesa, picolé de uva e gomos de tangerina. Na escola Canarinho, no bairro Aldeota, em Fortaleza (CE), cerca de 20 crianças acabavam de almoçar e o cardápio descrito foram as opções do dia. Quando questionadas sobre o que gostam de comer, as respostas foram: "Tia, eu adoro pimentão", "Eu gosto de tomate e azeitona", "Não posso comer muito chocolate para não passar mal", "Como verdura para não engordar, senão não posso correr no futebol". A consciência alimentar das crianças atualmente, sem dúvida, é outra. E eles comprovam que as orientações vêm dos pais, assim como os gostos por vitaminas de frutas e saladas. Mas é na escola onde as oportunidades de ser o autor da sua salada de frutas podem ser mais recorrentes. "Pelo menos uma vez a cada 15 dias a gente faz esse projeto. A gente leva alimentos que muitas vezes a criança nem conhece, faz ela pegar, preparar e muitas vezes elas até gostam", explica a nutricionista Camila Moura, que trabalha na escola.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.