02 de Março de 2012
DF: Casal homoafetivo ganha o direito de registrar a filha

Veículo: 
Correio Braziliense

Os empresários pernambucanos Maílton Albuquerque, 35 anos, e Wilson Albuquerque, 40, conseguiram na Justiça uma sentença favorável ao registro da filha, concebida a partir de inseminação artificial, com dupla paternidade. De acordo com o juiz da 1ª Vara da Família do Recife, Clicério Bezerra e Silva, esse é o primeiro caso no Brasil. A criança, Maria Tereza, nasceu no dia 29 de janeiro, e logo em seguida, o casal entrou na Justiça com um pedido de registro indicando a segunda paternidade, a de Wilson, já que a de Maílton é a biológica, e o Judiciário reconheceu o pedido. "Nossa filha será educada na verdade. Vai saber por que veio e como. Ela estará preparada para dizer à sociedade que é uma menina feliz, pois é fruto do nosso amor", comemora Maílton.

Tags:

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.