05 de Março de 2012
MG: Violência além dos muros da escola

Veículo: 
Estado de Minas

Em Belo Horizonte (MG), escolas que deveriam ser referência em educação tornaram-se em ambientes que geram violência e preocupação. O temor, que antes rondava professores, diretores e funcionários, cresceu em proporção e se espalhou pela vizinhança, que é vítima de arrombamentos, assaltos e agressões, além de tráfico e uso de drogas diante das moradias. Em várias regiões da capital mineira, morar perto de escola virou sinônimo de insegurança. No ano passado, de acordo com a Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds), foram 174 registros de crimes contra a pessoa e 201 ocorrências de crimes contra o patrimônio em escolas de Belo Horizonte. "A maioria dos meus alunos são bons, mas existem aqueles que roubam. No fim do ano passado, meninos arrombaram uma casa e vieram se esconder aqui dentro", conta uma professora.

Patrocínio
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.