Um novo caminho empresarial rumo ao jornalismo de qualidade: a autoavaliação como estratégia para assegurar credibilidade à informação e uma gestão sustentável

(2013)

Autor(es):

Fundación Gabriel García Márquez para el Nuevo Periodismo Iberoamericano (FNPI); Grupo SURA

Baixar PDF

(851,46 KB)

 

O documento “Um novo caminho empresarial rumo ao jornalismo de qualidade: a autoavaliação como estratégia para assegurar credibilidade à informação e uma gestão sustentável”, da Fundación Gabriel García Márquez para el Nuevo Periodismo Iberoamericano (FNPI), com apoio do grupo empresarial SURA, tem o objetivo de oferecer a diretores de meios de comunicação e a profissionais de imprensa, uma contribuição para os processos de avaliação necessários à melhoria da gestão das organizações jornalísticas.

O “Roteiro de Autoavaliação”, escrito por Geraldinho Vieira, diretor de oficinas da FNPI, é uma adaptação pensada especificamente para os meios de comunicação com base no “Guia para elaboração de relatórios de sustentabilidade” e no “Suplemento para o setor de meios de comunicação”, publicados pela Global Reporting Initiative (GRI) nos anos 2000 e 2012, respectivamente.

O Roteiro é uma ferramenta simples e prática baseada no conjunto de informações e indicadores de gestão empresarial, contidos no Suplemento do GRI, que afetam a ética e qualidade da prática jornalística. Os indicadores presentes no documento estão formulados em uma série de perguntas que servem como referência para que as empresas de comunicação possam realizar a partir delas o exercício de autoavaliação sobre a qualidade e a ética com que produzem conteúdos jornalísticos.

Os indicadores do presente Roteiro estão divididos em três blocos: Estratégia e Perfil corporativo, Enfoque de gestão e Indicadores de desempenho. Estes últimos se dividem em econômicos, ambientais e sociais. E, os indicadores sociais se distribuem em práticas laborais, direitos humanos, sociedade e responsabilidade sobre o produto.

A proposta de tal documento é que os interessados aprofundem a reflexão sobre aspectos essenciais de suas empresas de comunicação a partir das perguntas apresentadas; que comparem suas visões com as de outros membros da equipe e com demais participantes do processo de avaliação; que juntos busquem uma visão/resposta de consenso e que estabeleçam planos de avanços sobre os pontos frágeis que encontrarem. Um bom resultado será tornar pública as conclusões da avaliação.

palavras-chave