Ação conjunta para proteção de crianças e adolescentes

Veículo: Tribuna do Norte - RN
Compartilhe

Crianças e adolescentes que forem flagradas em situações de vulnerabilidade social ou sofrerem qualquer tipo de exploração, durante a Copa do Mundo, serão encaminhadas para o Centro Integrado de Proteção à Criança e o Adolescente que vai funcionar na Escola Municipal Santos Reis, no bairro homônimo, em Natal (RN). O local será a porta de entrada para o sistema de acolhimento e vai contar com profissionais de diversas especialistas. A expectativa é de que o modelo adotado para os 30 dias de evento esportivo seja implantado definitivamente na capital. As informações sobre o planejamento de combate aos possíveis crimes contra crianças e adolescente que possam ocorrer durante a Copa do Mundo foram apresentadas nesta terça-feira (10), durante a 8ª reunião do Comitê Local de Proteção Integral da Criança e do Adolescente em Megaeventos e na Copa de 2014. O encontro foi realizado na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) e contou com a participação de representantes do Judiciário, Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Assembleia Legislativa.

Temas deste texto: