Atenção, pais, o reajuste das mensalidades vem aí

Veículo: Jornal de Brasília Online - DF
Compartilhe

A 51 dias do fim do ano letivo, os pais já começam a se preocupar com 2015 e com os ajustes das mensalidades das 482 escolas privadas do Distrito Federal. Apesar de o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares (Sinepe) afirmar não ter conhecimento da provável média de aumento, a Associação de Pais e Alunos das Instituições de Ensino (Aspa) avisa: algumas escolas planejam adequação acima dos 17% – mais que o dobro da inflação acumulada no último ano, que tem índice de 6,51%. A Lei 9.870, que regulamenta o reajuste da mensalidade, não estabelece um percentual a ser seguido. O aumento, que só pode ser anual, fica a critério de cada escola e deve estar de acordo com as despesas do estabelecimento. "O que pesa no cálculo são os gatos com folha de pagamento, taxas de consumo – como água, luz, telefone, internet, alugueis – e melhorias relacionadas à parte pedagógica. Todos esses aspectos devem ser considerados individualmente", explica Fátima Franco, presidente do Sinepe. A legislação empodera os pais para fazer o controle social e negociar o aumento.

Temas deste texto: