Atenção redobrada contra pedofilia

Veículo: Estado de Minas - MG
Compartilhe

Festividades à parte, a Copa do Mundo deve reforçar uma triste realidade no País: a exploração sexual de crianças e adolescentes. Especialistas acreditam que o fluxo de turistas, tanto do exterior quanto nacionais, favorece a exploração e os abusos sexuais. Um estudo do Serviço Social da Indústria (Sesi) Nacional mostrou que, a cada 370 turistas que desembarcaram entre 2008 e 2010 em Salvador – um dos municípios-palco de jogos do Mundial –, uma denúncia foi feita ao Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos. Outra pesquisa, da Brunel University, na Inglaterra, alerta para o crescimento desse tipo de ocorrência em grandes eventos. O estudo, encomendado pelo Sesi Nacional à John Snow Consultoria, foi apresentado em seminário sobre o assunto em Paris, no ano passado, com representantes dos governos brasileiro e francês, além de entidades. A pesquisa avaliou a relação entre as denúncias de exploração de crianças e adolescentes feitas ao Disque 100 com o fluxo de turistas em Salvador e em São Paulo durante 36 meses. O autor do levantamento, Miguel Fontes, explica que as duas cidades foram escolhidas por apresentarem fluxos migratórios diferentes.

Temas deste texto: