Bahia tem 450 casos novos de câncer infantil por ano

Veículo: A Tarde - BA
Compartilhe

Neste domingo (23), foi celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), as neoplasias são a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes com idade de 1 a 19 anos. No País, somente este ano, há uma estimativa de 11.840 novos casos. Na Bahia, especialistas estimam uma média de 450 casos por ano. Eles aproveitam a data para ressaltar a importância do diagnóstico precoce. O problema é que não existe rastreamento como é feito com adultos, como o autoexame da mama, o toque retal para câncer de próstata ou a colonoscopia para o de colo. "A medida mais eficaz é o diagnóstico precoce. Quanto mais avançado, menor a chance de cura", afirma o oncologista Bruno Freire. Os sintomas dependem do tipo de câncer, mas, no geral, são comuns a outras doenças: febre, palidez, manchas, caroços, perda de peso. "Toda criança deve ser acompanhada por pediatra. Os pais acabam levando somente em casos de emergência. É importante ter um acompanhamento de rotina", acrescenta.

Temas deste texto: