Bola fora faz Adidas recolher camisetas

Veículo: Estado de Minas - MG
Compartilhe

Primeiro vieram as críticas nas redes sociais. Depois, os protestos oficiais do governo brasileiro, formalizados na terça-feira (25). E a censura pública à polêmica campanha lançada pela Adidas, cujas camisetas com conotação sexual promovia a Copa do Mundo no Brasil, surtiu efeito: a empresa decidiu recolher as peças. Até a presidente Dilma Rousseff usou a sua conta no Twitter para alertar sobre o perigo da exploração sexual durante o Carnaval e no Mundial. Para coibir esses casos, ela prometeu ações enérgicas. Uma linha de camisas da empresa apresenta mensagens de duplo sentido. Uma delas traz a frase "Lookin to score", que pode ser traduzida por "em busca dos gols". Mas também é entendida como uma expressão que significa "pegar garotas", uma vez que a estampa é um coração amarelo no formato de nádegas femininas com fio dental verde. A outra, de cor verde, mostra a frase "Eu amo o Brasil", cujo coração tem o formato de um bumbum de biquíni. Dilma disse que o Ministério do Turismo e as secretarias de Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres da Presidência estão "firmes no combate à exploração sexual", e reforçou a motivação para denúncias envolvendo crianças e adolescentes serem feitas pelo Disque 100.

Temas deste texto: