Carrinho de bebê terá de ser avaliado pelo Inmetro

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

A partir do próximo semestre, os carrinhos de bebê terão que passar por avaliação do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) antes de chegarem às lojas. A medida foi tomada após levantamento apontar que esses itens estão entre os principais causadores de acidentes com crianças no País. "Os fabricantes terão um prazo para se adequar ao processo, e ao final de três anos teremos a medida totalmente implementada", disse o chefe substituto da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade do Inmetro, Leonardo Rocha. Um dos problemas comuns está relacionado ao cinto de segurança, que pode causar estrangulamento. De acordo com o instituto, 15% dos relatos de acidentes feitos ao Inmetro entre 2007 e 2012 foram com itens para crianças e, destes, 8,7% ocorreram com carrinhos.

Temas deste texto: