CE: Juazeiro do Norte tenta erradicar trabalho infantil

Veículo: Diário do Nordeste - CE
Compartilhe

Assim como toda grande cidade, Juazeiro do Norte (CE) enfrenta problemas relacionados à exploração infantil. Nos últimos meses, o número de crianças e adolescentes em situação de trabalho aumentou. De acordo com o coordenador do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), Anderson Lima, cerca de 400 meninos e meninas exercem algum tipo de ocupação na cidade. Nos sinais de trânsito é possível encontrá-los fazendo malabarismos, revendendo bombons ou mesmo pedindo esmolas. O desconhecimento dos danos sociais, morais e psicológicos que eles sofrem pode levar a população a contribuir com essas práticas. No município, as ações coibitivas existem, porém, são insuficientes para atender toda a demanda.

Acompanhamento – Tentando erradicar o trabalho infantil, a Procuradoria da Justiça do Trabalho, em parceria com o Juizado da Infância e Juventude, Conselho Tutelar e Secretaria de Ação Social, tem fiscalizado a frequência de crianças e adolescentes comercializando produtos em estádios de futebol, feiras-livres e em locais onde há grande concentração de pessoas, como bares, festas dançantes e romarias. Desde fevereiro, cerca de 60 crianças e adolescentes em situação de trabalho ou risco foram retirados das ruas e encaminhados aos programas sociais de assistência, onde estão recebendo acompanhamento psicológico e educativo.

Temas deste texto: