Criança ou adolescente? A difícil fase da transição

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

As brincadeiras com amigos ainda têm um ar de infância, mas os compromissos escolares já exigem deles responsabilidades com datas, prazos e horários. Na idade de transição, garotos de dez a 14 anos vivem as contradições de não serem mais propriamente crianças e, no entanto, também não se sentirem desenvolvidos o suficiente para se considerar adolescentes. Em um contexto de intenso fluxo de informação, a medicina entende que a garotada está mais precoce, porque aprende com facilidade maior e em fases de desenvolvimento mais novas, a depender da idade e das características individuais de cada um. A curiosidade para descobrir o mundo, no entanto, não se altera. Nessa fase, é comum o desenvolvimento físico estar um pouco à frente da maturidade. A altura é, muitas vezes, um dos quesitos que provocam a falsa ideia.

Temas deste texto: