DF: Ciclos nas escolas serão apenas teste, determina Agnelo

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

O Currículo em Movimento da Educação Básica, política desenvolvida pela Secretaria de Educação do Distrito Federal em meados de janeiro para implantação imediata neste ano, teve a adoção integral adiada. Em nota, o governador Agnelo Queiroz determina que a expansão da metodologia dos ciclos, no ensino fundamental, e a implantação da semestralidade, no ensino médio, sejam estendidas para toda a rede pública somente em 2014. No ano letivo iniciado na última quinta-feira (14), apenas 71 escolas participarão do projeto piloto com as mudanças propostas. A Secretaria de Educação "deverá realizar uma conferência para apresentar os resultados obtidos à sociedade civil e à comunidade pedagógica para, uma vez construída a convergência, estender as mudanças por toda a rede pública a partir do ano letivo de 2014".

Temas deste texto: