DF: Escola testa chip para monitorar alunos

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

“Matar aula” ou sair da escola antes do fim do horário letivo sem comunicar aos pais pode chegar ao fim no Distrito Federal. Um projeto piloto começou a funcionar nesta semana no Centro de Ensino Médio (CEM) 414 de Samambaia, cidade-satélite do DF, e serve para informar aos responsáveis o momento em que o estudante entra e deixa o colégio. O controle é feito por meio de um chip fixado no uniforme. A medida passa por testes em uma turma do 1º ano e poderá ser ampliada a todos os 1,8 mil alunos. A proposta agradou aos responsáveis, mas o controle divide a opinião dos jovens. Para especialista, a medida só vai funcionar se houver acordo entre os envolvidos.

Temas deste texto: