DF: Mais cadeiras vazias

Veículo: Jornal de Brasília - DF
Compartilhe

Considerada como um dos direitos básicos do cidadão, a Educação tem custado caro para os brasilienses. De acordo com o Censo Escolar, divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), a rede pública perdeu 10,5 mil alunos em 2013. Em contrapartida, as escolas particulares ganharam aproximadamente 17 mil estudantes. O diretor de imprensa do Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF), Claudio Antunes Correia, destaca a falta de planejamento voltado para a educação como uma das causas para a migração dos alunos. "Poucas escolas têm recebido reforma e existe pouco investimento. Por isso, quando os pais ganham um pouco melhor, resolvem matricular os filhos em escolas particulares", afirma. "As famílias passaram a enxergar a Educação como um valor. A Educação passou a ser a principal ferramenta para um futuro profissional promissor para essas crianças", declara a mestra em Educação Rosana Araújo de Castro.

Temas deste texto: