DF: Maternidades de portas fechadas

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

 

Dois dos maiores hospitais particulares de Brasília (DF) estão com as portas das maternidades fechadas. Há uma semana, o Santa Lúcia não faz novas internações por falta de profissionais na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. No último sábado (15), foi a vez de o Santa Luzia interromper a realização de partos devido à lotação da UTI para recém-nascidos. O fechamento das unidades repercutiu na rotina de outros hospitais privados, para onde o fluxo de gestantes acabou direcionado. A crise acontece em pleno aumento da procura por hospitais privados. De acordo com a Secretaria de Saúde, 7.212 partos foram realizados em unidades particulares do DF, entre janeiro e junho de 2012. A média mensal, de 1.202 nascimentos, já é 5,2% maior do que a registrada no ano passado, que foi de 1.142 crianças por mês.
Temas deste texto: