DF: UTIs neonatais voltam à ativa

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

 

Com exceção do Santa Lúcia, as maiores maternidades particulares do Distrito Federal estão normalizando os atendimentos. Em dezembro, o Santa Luzia e a Maternidade Brasília chegaram a fechar as portas para as grávidas por causa do excesso de pacientes e a consequente falta de vagas na unidade de terapia intensiva neonatal. Sem os espaços, os hospitais não podem realizar novos partos. Apesar da regularização na internação, os estabelecimentos continuam sentindo a pressão do aumento na demanda. Isso ocorre porque, desde 12 de dezembro, o Santa Lúcia não recebe pacientes na maternidade por causa de um deficit de neonatologistas na UTI. A instituição informou que os partos devem voltar a ser realizados em breve, mas não precisou a data da reabertura da ala.

Temas deste texto: