DF: Violência envolvendo jovens reacende polêmica sobre o ECA

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

De acordo com dados da Polícia Civil e da Vara da Infância no Distrito Federal, o número de infrações cometidas por jovens passou de 1.314 para 1.649, 25,5% a mais que em 2011.  Levantamento da Secretaria de Segurança Pública revela que, no ano passado, adolescentes participaram de 114 casos de tráfico de drogas contra 42 em 2011, um acréscimo de 171%. Roubos com restrição de liberdade cresceram 50%, e estupro, 111%. Os índices reacendem a polêmica sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

Especialistas– Na avaliação do promotor de Justiça do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), Renato Barão Varalda, os adolescentes são autores diretos, mas não os responsáveis por situações de violência. "Os jovens podem assumir o ato por se sentirem coagidos pelos maiores de idade ou, no entanto a legislação brasileira protege crianças e adolescentes, e esse é o dever do Estado de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente", avalia o promotor de Justiça do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), Renato Barão Varalda.Falta de estrutura familiar, de perspectivas e de políticas públicas também são fatores que contribuem para o aumento dos casos.

Temas deste texto: