Disque 125: novo canal de denúncia de violação de direitos de crianças e adolescentes

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

A partir de hoje, qualquer denúncia de violação dos direitos de crianças e adolescentes, no Distrito Federal pode ser feita por um novo canal, o disque 125. Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), a ligação é gratuita. O serviço fica a cargo da Coordenação do Sistema de Denúncias de Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cisdeca).

A secretária de Justiça e Cidadania do DF, Marcela Passamani, afirma que o novo canal vai funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana. “Proteger nossos meninos e meninas é prioridade absoluta em todas as políticas públicas”. De segunda a sexta-feira, das 12h às 17h, os Conselhos Tutelares atendem presencialmente para o recebimento de denúncias. Porém, fora desse período, o serviço é feito pela Cisdeca.

A criação do número é uma adequação à norma estabelecida pela Lei n. º 5.294, de 13 de fevereiro de 2014, que dispõe sobre o funcionamento dos Conselhos Tutelares do Distrito Federal. A Subsecretária de Políticas para Crianças e Adolescentes, Fabiana Gadelha, destaca que denunciar suspeitas ou ameaças de violências é dever de todos para garantir um ambiente saudável. “As crianças e adolescentes, inclusive, podem usar esse canal como meio de proteção. Todas as ligações vão ser gravadas, encaminhadas para os conselhos tutelares da região e serão rigorosamente apuradas”, completa.

Para Thereza de Lamare, Coordenadora do Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio, o novo canal torna o atendimento mais célere. “O disque 125 vai agilizar a denúncia e permitir que os casos suspeitos de violência sexual cheguem mais rápido ao Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio, para que possamos atuar imediatamente na proteção das crianças e adolescentes”, considera. As denúncias também podem ser feitas pelo e-mail [email protected].

Temas deste texto: