Educação política deve ter espaço nas escolas

Veículo: Diário do Nordeste - CE
Compartilhe

Pauta indigesta para parte considerável da população, a discussão sobre participação política – no âmbito formal ou em iniciativas da sociedade civil organizada – fica mais evidente em períodos pré-eleitorais. Professores de educação e ciência política relatam os desafios de romper a antipatia dos estudantes pelos temas que permeiam as nuances da política. Para os especialistas, escolas e universidades são as principais responsáveis em tentar superar essa apatia. A Câmara Federal disponibiliza 216 vagas (oito por estado) a professores do ensino fundamental e médio do País para o curso a distância "Educação para Democracia e o Parlamento". Na minuta do programa, está prevista a elaboração de projetos pedagógicos de intervenção em educação para democracia. A especialista em gestão escolar Tânia Batista, da Universidade Federal do Ceará (UFC), explica que o papel de disseminar discussões sobre o universo político deve ser compartilhado entre escolas, universidade, movimentos sociais e meios de comunicação.

Temas deste texto: