Ensino municipal rende menos

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

As redes de ensino ligadas às prefeituras – que concentram a maioria dos alunos – não acompanharam a melhora que o País teve no primeiro ciclo do ensino fundamental (1º ao 5º ano) nas provas nacionais. As escolas dos municípios tiveram, na média dessa etapa, queda em matemática e ficaram estagnadas em português entre 2011 e 2013. Nos anos finais (6º ao 9º ano), houve queda em ambas. Especialistas apontam a falta de dinheiro como o principal motivo. As redes municipais concentram 56% dos alunos do ensino fundamental. No primeiro ciclo, a concentração é ainda maior: 68%. Desde a década de 1990 há um processo de municipalização dessa etapa. O processo é apontado como essencial para a melhora da qualidade. As médias são da Prova Brasil, avaliação realizada pelo governo federal. Como o jornal O Estado de S. Paulo mostrou no fim do mês passado, a média do País nas notas revelava melhora em português nos dois ciclos. Em matemática, houve melhora no primeiro ciclo e piora nos anos finais.

Temas deste texto: