Estagnado, São Paulo perde três posições em prova nacional de português

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

A rede estadual de São Paulo não conseguiu melhorar entre 2011 e 2013 sua média na prova nacional de português para estudantes do fim do ensino fundamental. O desempenho fez com que o estado caísse três posições no ranking nacional. Agora, o sistema sob responsabilidade do governador Geraldo Alckmin (PSDB) tem a décima maior média nacional na Prova Brasil, avaliação feita a cada dois anos pela União. Foi superado por Acre, Espírito Santo e Ceará. Em matemática, o desempenho também está estagnado, e o estado se manteve em nono no País. Minas Gerais lidera nas duas matérias. Os dados foram tabulados pela Folha, a partir dos boletins das escolas, divulgados na semana passada. Até então, o Ministério da Educação (MEC) havia informado apenas médias nacionais (que mostraram estagnação tanto em português quanto em matemática). Para o pesquisador Ocimar Alavarse, da Universidade de São Paulo (USP,) os resultados "são preocupantes", porque mostram uma estagnação de São Paulo e do País em níveis "muito baixos".

Temas deste texto: