Extensão da sala de aula

Veículo: Estado de Minas - MG
Compartilhe

Mais do que conectados nos estudos. Alunos de colégios de Belo Horizonte (MG) que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão interligados em rede para estudar. Em apenas um toque no celular, são capazes de tirar dúvidas, discutir temas de redação, alertar sobre prazos para inscrições no vestibular e resolver exercícios juntos. Isso se tornou possível por meio de mais um aplicativo das redes sociais. Com o WhatsApp, a troca de mensagens, típica de bate-papo, ganhou tom sério e cada vez mais alunos aderem à novidade, caracterizada pela agilidade e flexibilidade de uso. Com smartphones sempre à mão, e conectados à internet, eles não precisam ligar o computador, acessar e-mails ou fazer ligações para manter contato com colegas. A ferramenta tem sido tão útil em turmas de terceiro ano e cursos de pré-vestibular que estudantes organizaram grupos para a troca de informações. Em alguns casos, até os professores estão cadastrados. Ponto forte das "salas de aulas virtuais" – como podem ser chamados os grupos de estudo no WhatsApp –, a rapidez para disseminação dos conteúdos é ressaltada pelos alunos.

Temas deste texto: