Falando de sexo com as crianças

Veículo: Em Tempo - AM
Compartilhe

Os manuais e revistam recomendam encarar os questionamentos com naturalidade – mas o quê e como devemos conversar com as crianças sobre sexo? A psicóloga Fabiana Lima, especialista em psicopedagogia, explica que, primeiro, é preciso observar a constituição familiar de cada criança. "Cada família terá uma forma de direcionar esse assunto, mas esse momento pode ser difícil para mães e pais. Antes de tudo, os pais precisam se sentir à vontade para encarar o assunto", explica. Importante também é não mentir, e usar palavras de acordo com a capacidade de entendimento da criança na fase em que ela se encontra. As diferenças entre homens e mulheres são percebidas pelos filhos nos primeiros anos de vida. É normal que a criança tenha curiosidade e queira olhar ou pegar os genitais de outra pessoa. E como lidar com a exposição da criança ao erotismo na televisão? Primeiro, a criança não deve ser exposta a situações de sexualidade que ainda não consiga assimilar. "Mas se aconteceu e a criança foi exposta à conteúdos na televisão que não correspondem à sua faixa etária, os pais precisam ficar em alerta!", diz.

Temas deste texto: