Frequência cardíaca indica infecção grave em bebê

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

Medir a variabilidade da frequência cardíaca pode identificar prematuros em risco de desenvolver enterocolite necrosante (NEC), uma condição inflamatória grave que leva à morte. Esse é o resultado de um estudo divulgado no domingo (6) pela Escola de Medicina de State, nos Estados Unidos, em artigo na Neurogastroenterology & Motility. A NEC provoca a destruição da parede intestinal e a falência de órgãos vitais. O mal afeta de 6% a 10% dos prematuros nas primeiras duas semanas de vida. "Está diagnosticada por uma combinação de testes de laboratório e de radiologia, geralmente feita quando a doença já é significativa", disse Kim Doheny, diretor de pesquisa clínica na medicina neonatal e professor assistente de pediatria. "A doença avança tão rapidamente e os sintomas se desenvolvem de repente. Um biomarcador não invasivo que permite a detecção precoce de pacientes de risco é necessário como uma questão de urgência", completou.

Temas deste texto: