Maioria dos ‘nem, nem’ é de mulheres com filhos

Veículo: Brasil Econômico - BR
Compartilhe

Os adolescentes e jovens de 15 a 29 anos que não trabalham e nem estudam – os chamados "nem, nem" – são, na maioria, mulheres que vivem nas regiões Nordeste e Norte do País e tem cônjuges, filhos, Ensino Médio completo e renda mensal familiar per capita de meio salário mínimo – R$ 339, considerando o mínimo de 2013, em R$ 678. O perfil dessa parcela da população que intriga muitos especialistas foi desvendado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Síntese de Indicadores Sociais 2014, pesquisa estrutural que usa dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2013. A maior parcela dos "nem, nem" tem entre 18 e 24 anos de idade e soma 22,7 milhões de brasileiros. Em sua maioria, eles também são pardos, tem 8,6 anos de estudo e, mesmo fora do mercado de trabalho – e, aparentemente dos bancos escolares, visto que o IBGE não capta como estudo cursos técnicos ou preparatórios para concurso público –, 26,3% deles estavam procurando emprego na semana de referência da pesquisa. Outro dado interessante é que parte relevante dos jovens que não trabalha e nem estuda (73,6%) cuida de afazeres domésticos e dedica de 28 (mulheres) e 11 horas (homens) diárias às atividades do lar.

Temas deste texto: