Mais de 20 mil famílias foram removidas nos últimos quatro anos no Rio

Veículo: www.ebc.com.br - DF
Compartilhe

As obras de mobilidade prometidas para a Copa do Mundo deste ano levaram à remoção de milhares de famílias no Rio de Janeiro (RJ). Dossiê divulgado pelo Comitê Popular Rio Copa e Olimpíadas, em 2013, apontava que ao menos oito mil famílias estavam ameaçadas de remoção em função de obras de infraestrutura para o Mundial. A comunidade Metrô-Mangueira, que ficava a menos de um km do Maracanã, foi uma das que foram retiradas. Apesar da acusação do comitê de que a cidade passa por um processo de especulação imobiliária e "higienização" de áreas turísticas, o sub-prefeito da zona norte, André Santos, negou que a retirada das famílias tenha relação com a proximidade do Maracanã. Esta reportagem integra a série "Direitos das Crianças no país da Copa", que a Agência Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), vem publicando em seu site (www.ebc.com.br/timlopes2014) desde o último dia 6 e até esta quarta-feira (21). As reportagens são fruto de uma das pautas vencedoras do VII Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo, cujo resultado foi divulgado no final de 2013.

Temas deste texto: