Mais perto dos pais, longe da obesidade

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

Estudo realizado na Universidade de Montreal, no Canadá, debruçou-se por 10 anos sobre a relação entre o tipo de cuidado que uma criança recebe e a prevalência de obesidade na infância, e encontrou um resultado diferente da expectativa inicial. Meninos e meninas que frequentam creche regularmente são 50% mais propensos ao excesso de peso do que aqueles que passam o dia em casa com os seus pais. O estudo foi publicado na revista Journal of Pediatrics. Os autores da pesquisa ainda não sabem explicar bem as causas de tal diferença, mas comprovaram na análise de mais de duas mil crianças de até 10 anos de idade, que quanto mais horas por semana com os pais, menor tendência à obesidade, do que as inscritas em creches, criadas por babás, e até mesmo parentes.

 

Temas deste texto: