MG: Carona com o perigo para chegar à escola

Veículo: Estado de Minas - MG
Compartilhe

Atraída pela imensa fila de estudantes de todas as idades que dependem de transporte para chegar à escola em Minas Gerais, uma gigantesca frota de 20 mil veículos, entre vans, carros e ônibus, desafia a lei, os perigos das estradas e a fiscalização para fazer o transporte escolar clandestino. Segundo estudo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG), a chance de um passageiro sofrer acidente em um desses veículos ilegais é dez vezes maior do que viajando na legalidade. "O sonho de ter um diploma pode virar tragédia", alerta o diretor de Fiscalização do DER, João Afonso Baeta Costa Machado. "Do total de escolares piratas, 40% são vans, cerca de oito mil, e 20%, ônibus. Entre as vans ilegais, 3,6 mil fazem o transporte universitário, o equivalente ao número de ônibus do transporte metropolitano", admite. Mas os problemas não se restringem aos veículos. Segundo o representante do DER, os motoristas clandestinos normalmente não preenchem os requisitos estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Temas deste texto: