MG: Unidos pela alfabetização

Veículo: Estado de Minas - MG
Compartilhe

Elevar os índices de alfabetização dos alunos matriculados nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º anos) nos municípios e diminuir as taxas de reprovação daqueles que ingressam na rede estadual. Essas são metas para melhoria da qualidade na educação que Minas Gerais espera alcançar com a expansão do Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), presente na rede estadual desde 2007. O método começa a ser implantado hoje em 840 dos 853 municípios mineiros, com a expectativa de atender seis mil escolas e beneficiar 850 mil alunos. O programa prevê capacitação continuada de profissionais, acompanhamento dos alunos, distribuição de material pedagógico e suporte educacional aos municípios.

Expectativa – Com a nova metodologia, a expectativa é que o nível de leitura, escrita e interpretação de texto das crianças da rede municipal passe de 73%, medido em 2012, e alcance, até 2015, o patamar estadual de 85%. Encurtar as distâncias entre os Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) da rede estadual e das escolas municipais é outro objetivo da iniciativa, de acordo com a secretária de Estado da Educação, Ana Lúcia Gazzola. No último Ideb feito pelo Ministério da Educação, em 2011, o estado teve nota seis e ultrapassou a meta estabelecida para as redes estaduais no ano, de 5,7. "Queremos continuar subindo com a nota de Minas, mas trabalhar para que, até 2016, a distância das taxas dos municípios nunca seja maior que 50%, na média", afirma a secretária.

Temas deste texto: