Mudança no texto leva o Senado a adiar votação do PNE

Veículo: Revista Brasil Econômico - BR
Compartilhe

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado adiou mais uma vez – para esta quarta-feira (27) – a votação do Plano Nacional de Educação (PNE). O motivo seria a necessidade de os membros da comissão terem mais tempo para avaliar alterações feitas no texto pelo relator Alvaro Dias (PSDB/PR). A votação já havia sido adiada na semana passada. Dias acatou 44 das 96 emendas apresentadas e fez 101 alterações no substitutivo do senador Vital do Rêgo (PMDB/PB) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Por isso, as lideranças pediram novo prazo para avaliar. Por trás das negociações, está a pressão do governo para que o relator retroaja aos pareceres aprovados anteriormente na CCJ e na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O relatório de Alvaro Dias praticamente recupera o texto aprovado na Câmara, que alterou substancialmente o projeto original do governo, mas sofreu modificações nas emendas substitutivas aprovadas pelas duas comissões do Senado, retornando à proposta do Planalto.

Temas deste texto: