No Vaticano, papa crítica punição criminal a crianças e adolescentes

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

O papa Francisco abordou nesta quinta-feira (23) no Vaticano um dos principais temas das eleições uruguaias: a redução da idade penal – que será decidida em um plebiscito também votado no domingo (26). "Os Estados devem se abster de punir criminalmente as crianças que ainda não completaram seu desenvolvimento em direção à maturidade e, portal motivo, não podem ser imputáveis", disse o pontífice a uma delegação da Associação Internacional de Direito PenaL "Eles [crianças e adolescentes], ao contrário, deveriam ser os destinatários de todos os privilégios que o Estado está disposto a oferecer, tanto no que diz respeito a políticas de inclusão quanto em práticas orientadas a aumentar seu respeito pela vida e pelos direitos dos outros", afirmou Francisco.

Temas deste texto: