Nordeste cresce acima da média do País

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

A Região Nordeste desponta no cenário nacional por seu avanço econômico acelerado, bem acima da média das demais regiões. Diversos indicadores confirmam a continuidade da tendência positiva de aumento da participação da região no Produto Interno Bruto (PIB) nacional, de elevação do PIB per capita e do incremento do volume de investimentos direcionados para os estados nordestinos. Dados do último Boletim Regional Trimestral do Banco Central indicam que o Nordeste liderou o crescimento no Brasil entre dezembro de 2012 e fevereiro de 2013. No período, a atividade econômica da região cresceu 2,1% em relação ao trimestre finalizado em novembro de 2012, quando havia aumentado 0,7% na mesma base de comparação. Em menor proporção, as atividades econômicas das Regiões Sudeste e Centro-Oeste tiveram avanço de 14%, respectivamente, no mesmo período, seguidas pela Região Sul, com 1,0%, e Norte, com apenas 0,2% de expansão.

Qualidade de vida –Apesar do otimismo nos indicadores econômicos, o desenvolvimento do Nordeste ainda não se reflete na qualidade de vida da população. O Nordeste apresentou o menor índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Brasil em 2000 e 2010, embora seu crescimento de 2,5% no período tenha sido superior à média nacional e às demais macrorregiões. "O fato de a região ter tido o maior porcentual de avanço é muito positivo, mas isso pode encobrir fatores que sempre acabam deixando o Nordeste para trás, como o elevado índice de analfabetismo, a baixa freqüência escolar e o baixo valor investido por aluno", afirma Guilherme Resende, coordenador de Estudos Regionais do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Temas deste texto: