Novas regras para a redação do Enem

Veículo: A notícia foi publicada nos principais jornais do País - BR
Compartilhe

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou ontem (24) mudanças na correção da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), válidas a partir deste ano. Pelo novo sistema, cada texto será examinado por dois corretores independentes – o que já acontecia nas edições passadas –, porém, caso haja discrepância de 200 pontos na média das notas, a redação será avaliada por uma terceira pessoa. Até o ano passado, a margem de dispersão era de 300 pontos. Ainda assim, se persistir a diferença, uma banca com outros três avaliadores e coordenada por um professor doutor vai servir como instância final. Para o titular da pasta, as alterações vão trazer mais objetividade na correção, impondo "filtros mais precisos para avaliar".

Temas deste texto: