Órfãos da Covid: Maranhão anuncia assistência financeira a crianças que perderam os pais durante pandemia

Veículo: Globo.com - BR
Compartilhe

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), anunciou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (25) o projeto de lei ‘Auxílio Cuidar’, medida que busca ajudar financeiramente crianças e adolescentes que perderam os pais durante a pandemia da Covid-19.

De acordo com Dino, o auxílio vai garantir o valor mensal de R$ 500 até a maioridade das crianças, além de amparar os menores de idade de famílias com renda familiar bruta de até três salários-mínimos.

“Esse auxílio virá para amparar essas crianças, poder auxiliar famílias substitutas na alimentação, vestuário dessa criança, que por conta dessa crise sanitária trágica, ficou nessa situação de orfandade completa bilateral’’, disse.

Dose Premiada

Além disso, o governador anunciou também a realização do primeiro sorteio ‘Dose Premiada’. Segundo o governador, a pessoa que tomar a segunda dose do imunizante contra a Covid, já concorrerá automaticamente. O primeiro sorteio vai acontecer nesta sexta, às 16h.

“Vamos sortear inicialmente 50 prêmios de R$ 1000, 20 prêmios de R$ 5.000 e cinco prêmios de R$ 10.000. Portanto, hoje teremos 65 pessoas contempladas com esses prêmios e daí quinzenalmente. Nós vamos sorteando quinzenalmente, de que modo que tenha cada vez mais pessoas concorrendo”, disse.

Evolução da vacinação no estado

Ainda durante a coletiva, Dino ressalta o crescimento da população adulta vacinada no Maranhão. Segundo o governador, os arraiás da vacinação não tem data para acabar.

“O mutirão vai continuar enquanto for necessário. A vacinação está avançando, tem cidades que a gente já aplicou mais de 10 mil doses de vacina em um único dia. Há cidades que nós aplicadas, seis mil, oito mil juntos”, afirmou.

Dino mantém o critério de novas doses apenas a municípios com 85% ou mais de vacinas aplicadas. Atualmente, 87 municípios estão inabilitados ao recebimento de novas doses e 130 poderão receber os imunizantes, visto que estão acima de 85%. Segundo o governador, até melhorarem o desempenho, as vacinas vão ficar guardadas na central de São Luís.

Medidas Sanitárias

As medidas restritivas contra a Covid-19 seguem em vigor até o dia 5 de julho. O comércio e a indústria podem funcionar de 9h às 21h. Já bares e restaurantes, até às 23h. Supermercados das 6h à 0h. Além dos supermercados, academias, salões, bares e restaurantes estão autorizados a funcionar, todos com apenas 50% da capacidade total.

Temas deste texto: