Os problemas do ensino básico

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

Apesar de o Brasil ter universalizado o acesso ao ensino fundamental há quase duas décadas, a rede pública não vem conseguindo manter todas as crianças e jovens de 4 a 17 anos nas salas de aula. Segundo o Censo da Educação Básica, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pelo menos três milhões de crianças e jovens estavam fora da escola no ano passado. Entre os fatores responsáveis por esse problema, destacam-se a localização das escolas e o problema crônico de falta de infraestrutura adequada. Com base nos dados do Censo da Educação Básica, o jornal O Globo entrevistou pedagogos, dirigentes de ONGs e gestores públicos, fez um levantamento da situação das escolas que enfrentam os problemas mais graves de infraestrutura e chegou a uma conclusão estarrecedora: das 272.049 escolas públicas e privadas que integram a rede de ensino básico, segundo o Censo, apenas 195.656 funcionam efetivamente. Das demais escolas, 46.889 estão com as atividades suspensas temporariamente. As restantes estão sendo desativadas, por causa da reestruturação da rede.

Temas deste texto: